Novo

Suplemento Em Pó Glutamina Extreme Nutrition 300g

65 reales con 90 centavos

em 12x 5 reales con 49 centavos sem juros

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Sabor:Natural

Estoque disponível

Características principais

MarcaEXTREME NUTRITION
Suplemento principalGlutamina
Nome100% Glutamina
Formato do suplemento
Tipo de embalagemPote
Formato de vendaUnidade
Unidades por embalagem1
Peso líquido300 g

Outros

  • Peso da unidade: 300 g

  • Ingredientes: L-glutamina

  • Peso da porção: 5 g

  • Valor nutricional por porção: Valor energético 20kcal = 84kj - Proteínas das quais 5g - Glutamina 5g

  • Idade mínima recomendada: 19 anos

  • Usos recomendados: Esportes

  • É livre de glúten: Sim

  • Contém lactose: Não

  • É vegano: Sim

Descrição

Suplemento Em Pó Glutamina Extreme Nutrition 300g 
 
GLUTAMINA 
 Estudada por especialistas a mais de 5 décadas, a glutamina atua em diferentes áreas do corpo e é essencial para o bom funcionamento do organismo de uma forma geral. 
Fundamental para o metabolismo de um organismo saudável, a glutamina tem importantes funções e pode ser um auxílio tanto para quem pratica exercícios físicos intensos quanto para quem busca apenas uma rotina ainda mais saudável.
Consumida por atletas com o objetivo de manter os músculos e prevenir infecções, principalmente durante o período de competições.
Considerada importante para modular a massa muscular esquelética no período pós-cirúrgico, melhorar a contagem de linfócitos (células que ajudam na defesa do corpo) e no combate ao estresse oxidativo.
O QUE É A GLUTAMINA?
É um suplemento em pó branco e cristalino, sabor neutro, solúvel e sem odor. Derivada do aminoácido L-glutamina puro e 100% vegetal.
A glutamina é um dos aminoácidos livres mais abundantes do organismo, encontrada naturalmente em muitos alimentos de origem animal e vegetal como: leite, queijos frescos, iogurte, carne vermelha, peixe e ovos.
GLUTAMINA X IMUNIDADE
Melhora a função imune e é capaz de reduzir o tempo de estadia hospitalar. Isso acontece porque boa parte do músculo esquelético é composto de glutamina. Assim, a suplementação ajuda a repor o aminoácido após a quebra que acontece nos processos metabólicos de resposta do corpo.
 
COMO A GLUTAMINA É PRODUZIDA NO ORGANISMO?
Sintetizada de acordo com as necessidades corporais, a glutamina é um aminoácido não essencial, sua síntese é feita a partir do ácido glutâmico (a glutamina é a amida do ácido glutâmico), valina e isoleucina (Bill Philip, 1997).
Nosso corpo produz glutamina, no entanto aumenta muito a demanda deste aminoácido por ser exaurida com mais facilidade após exercícios de alta intensidade, em situações de estresse e após procedimentos invasivos, tais como processos cirúrgicos.
 
 DE ONDE A GLUTAMINA É EXTRAÍDA?
Produzida a partir do ácido glutâmico, valina e isoleucina.
 
COMO É FEITA SUPLEMENTAÇÃO COM GLUTAMINA? 
Na forma de pó, podendo ser consumida pura ou associada com alimentos ou suplementos fonte de proteína de alto valor biológico, garantindo o desempenho de todo o seu potencial - já que quando consumida isoladamente, a glutamina acaba sendo absorvida pelas células do sistema gastrointestinal, não apresentando seus benefícios de maneira completa.
A combinação mais adequada é feita com as proteínas do soro do leite, BCAA e/ou leucina. Outro produto que costuma ser associado a L-glutamina é o whey protein. Essas combinações fortalecem as estruturas moleculares da glutamina, evita que os nutrientes sejam convertidos em energia logo nas primeiras porções do trato gastrointestinal - o que não traria benefícios esperados por quem busca a hipertrofia.
O mais importante é buscar o suporte de um profissional, a fim de ingerir os produtos de forma correta, favorecendo os resultados.
A combinação de glutamina com creatina além de melhorar o desempenho nos exercícios de alta intensidade, poderá favorecer a proteção do sistema imunológico, agregando melhores resultados.
A combinação de glutamina e BCAA também é uma opção interessante em estratégias específicas para atletas de alto desempenho. Como vimos, a glutamina é um aminoácido que está presente em grande quantidade no plasma e no tecido muscular.
DOSAGEM INDICADA DE GLUTAMINA
 A quantidade média de glutamina a ser ingerida é de 5g/dia, variando de 20 mg a 100 mg ao dia, porém deve-se considerar as necessidades de cada indivíduo como: rotina de vida, de treino, composição corporal e objetivos a serem alcançados.
FUNÇÃO DA GLUTAMINA
Sua principal função no organismo é o transporte de amônia dos tecidos para o fígado, para ser biotransformada em ureia. Também é um potente estimulante do anabolismo proteico e principal fonte de energia para o sistema imunológico.
 
BENEFÍCIOS DA GLUTAMINA
Utilizado como suplemento dietético na prática esportiva com importante papel na síntese proteica, volume celular e crescimento muscular;
Auxilia na melhora do humor e da memória;
Contribui para o fortalecimento do sistema imunológico;
 
Estimula a síntese proteica no organismo;
 
Reduz os riscos de desenvolvimento de lesões;
 
Auxilia no emagrecimento;
 
Reduz o estresse oxidativo.
 
Aumenta a resistência a infecções
Fornece energia para as células
Ajuda na recuperação após os treinos;
Ajuda na melhora da saúde intestinal
Regula a síntese e a degradação proteica;
Mantem um pH sanguíneo adequado, ou seja, dentro da faixa de 7.35 a 7.45 é de vital importância.
Auxilia na recuperação de pacientes com enfermidades como dengue, neoplasia, queimaduras e em recuperação cirúrgica.
Regula as atividades das células cerebrais, podendo ser usada em tratamentos de alterações de comportamento, epilepsia, esquizofrenia e senilidade;  
Utilizado nos tratamentos de artrites, fibroses, alterações gastrointestinais, úlceras, Doenças do colágeno, lesões teciduais secundárias à irradiação, favorece a cicatrização.
GLUTAMINA NO PÓS-OPERATÓRIO
A glutamina é utilizada como fonte de energia para diversos tecidos, sendo um dos aminoácidos livres mais abundantes do organismo. É exaurida com mais facilidade após exercícios de alta intensidade, em situações de estresse e após procedimentos invasivos, tais como processos cirúrgicos.
Nosso corpo produz glutamina, no entanto, em momentos como os citados acima, nosso organismo aumenta muito a demanda por este aminoácido.
Assim também, estudos evidenciaram que a glutamina melhora a função imune e é capaz de reduzir o tempo de estadia hospitalar. Isso acontece porque boa parte do músculo esquelético é composto de glutamina. Assim, a suplementação ajuda a repor o aminoácido após a quebra que acontece nos processos metabólicos de resposta do corpo.
Suplementar glutamina é importante para modular a massa muscular esquelética no período pós-cirúrgico, mas, também, para melhorar a contagem de linfócitos (células que ajudam na defesa do corpo) e no combate ao estresse oxidativo.
A perda de massa magra é um dos principais motivos para suplementação pós-cirúrgica. Contudo, ela também acontece progressivamente, diante do envelhecimento, em condição conhecida como sarcopenia.
 
QUAL O MELHOR HORÁRIO PARA TOMAR GLUTAMINA?
Como suplemento no esporte, pode ser ingerida antes, durante ou depois do treino, dependendo do objetivo a ser alcançado. Daí a importância da avaliação do profissional de saúde. Como suplemento em recuperação no pós-operatório pode ser ingerida em jejum, ou a critério médico.
 
EFEITOS COLATERAIS GLUTAMINA
Via de regra, a glutamina não provoca efeitos colaterais, até porque ela está presente em nosso organismo. Entretanto, antes de realizar a suplementação da glutamina, assim como de qualquer outro suplemento, é fundamental buscar o suporte de um médico ou nutricionista. Em altas doses a glutamina pode causar:
Alteração de outros aminoácidos no organismo, como leucina, valina e isoleucina;
Sobrecarga dos rins.
Prisão de ventre;
Flatulência;
Alteração na absorção de aminoácidos pelo intestino;
QUEM PODE TOMAR GLUTAMINA?
Pode consumir glutamina homens e mulheres acima de 18 anos. A suplementação de glutamina é normalmente feita por atletas de fisiculturismo com o objetivo de manter os músculos e prevenir infecções, principalmente durante o período de competições.
CONTRA INDICAÇÕES DA GLUTAMINA
O consumo de glutamina é desaconselhado em gestantes e mulheres que estão amamentando, indivíduos com hipersensibilidade a L-Glutamina.
 Altas doses de aminoácidos podem gerar sobrecarga no funcionamento do fígado e dos rins. Indivíduos com problemas nestes órgãos devem passar por supervisão médica.
 
 
 
EMAGRECIMENTO X GLUTAMINA
A glutamina é um suplemento de baixa caloria ou seja, ela não é capaz de influenciar ganho de peso.